Home > TV e Famosos > Coronavírus: Influencers estão usando a doença para aumentar o engajamento nas redes sociais, confira

Coronavírus: Influencers estão usando a doença para aumentar o engajamento nas redes sociais, confira

A “moda” consiste em tirar uma foto utilizando uma máscara e postar no feed. Alguns influencers aproveitaram a onda para fazer tutoriais de maquiagem, exibir roupas bonitas e até fazer poses de casal.

O novo coronavírus, oficialmente nomeado Doença Respiratória de 2019-nCoV, atraiu a atenção do mundo inteiro. Até agora são mais de 20 países alcançados, 7.818 pessoas infectadas e 170 mortes, segundo a Organização Mundial de Saúde.

Desde seu surgimento na China em dezembro, o medo de uma potencial epidemia tem aumentado. Esse medo chegou a interferir inclusive na economia, afetando até mesmo grandes companhias como a Google.

Na quinta-feira (30), a OMS considerou o surto uma emergência de saúde pública de interesse internacional. O que significa, na prática, que há mais verba disponível e estratégias mais agressivas serão adotadas.

Portanto, utilizar o surto para autopromoção na internet pode ser uma distração do que realmente importa. Afinal, os esforços devem estar concentrados na prevenção e combate à doença, não no engajamento do Instagram.

Além da infeliz estratégia de marketing, esses influencers colocam informações sobre o surto na descrição, sobretudo como prevenir uma infecção — para que, dessa forma, a autopromoção não fique tão escancarada.

Caso se depare com algum post do gênero, fique atento! Para não ser vítima da massiva veiculação de fake news sobre o assunto, siga apenas os métodos de prevenção recomendados por órgãos oficiais do governo, ou organizações internacionais como a OMS e a CDC.

Fonte: Tec Mundo e Canal Tech

Imagem: God Dailydot

You may also like
Com a chegada do Coronavírus no Brasil, o que fazer para se proteger?
1º caso de coronavírus confirmado no Brasil e na América Latina
Coronavírus: mortes na China passam de 2 mil
Primeira vítima de Sarampo no Rio de Janeiro em 20 anos; veja onde se vacinar